Foi o nosso desfile com a maior repercusso at hoje

o seu beb N se deve fazer babysitting de outra crian

Em 1986, um ano depois de estabelecer sua marca, Tommy Hilfiger comprou um outdoor na Times Square em que, em letras garrafais, se comparava aos grandes estilistas da moda americana na poca: Calvin Klein, Ralph Lauren e Perry Ellis. Quase trinta anos depois, Hillfiger referncia das roupas que traduzem o Discount Replica Louis Vuitton Bags tpico lifestyle made in USA (saiba mais sobre o estilista aqui). No Brasil nos ltimos dias 10 e 11 de novembro para a comemorao de trs dcadas de sua marca, com abertura de duas novas lojas (na Oscar Freire e no JK Iguatemi) que integram hoje um total de 32 endereos no Pas, o estilista, aos 64 anos, conversou com oFFWsobre sua nova fase depois da aquisio da grife pelo grupo PVH, dono tambm da Calvin Klein cheap replica handbags (no Brasil o PVH tem uma joint venture com a InBrands, que cuida da marca por aqui), sobre a importncia das redes sociais no negcio de moda, a relevncia da moda americana hoje e a presso sobre os diretores criativos de grandes maisons, com inmeras e novas atribuies, deflagrada pela sada, no ms passado, de Raf Simons da Dior, seguida de Alber Elbaz da Lanvin, alm da demisso de Alexander Wang da Balenciaga, na metade do ano.

A marca Tommy Hilfiger est no Brasil h 17 anos. Essa a sua primeira vez no Pas? O que chamou mais a ateno do senhor por aqui?Visitei o Brasil uma vez h muitos anos, de frias, essa replica louis vuitton bags from china a minha primeira viagem a trabalho, representando a marca. Fui FAAP dar uma palestra, e gostei muito. Tambm teve a festa da Tommy Hilfiger (na Casa Fares, na ltima tera). Ah, fui a uma rua com um grafite muito interessante (trata se do mural “Genial Andar de Bicicleta”, com um Einstein gigante, do artista Kobra). E sempre adoro ver uma loja nova minha. Essa (da Oscar Freire), de uma certa maneira, especial. O design mais moderno do que as outras a gente sempre desenvolve algo diferente para cada loja. Me lembra o interior de um lindo iate, o que era a ideia inicial.

As celebraes dos 30 anos da marca Tommy Hilfiger aconteceram em cidades de vrios pases, terminando em So Paulo. H mais projetos que ainda esto por vir, como cheap louis vuitton bags from china uk a sua autobiografia?

Estou no meio do processo de escrita das 1:1 replica handbags minhas memrias, cheap louis vuitton bags from china que devem ser lanadas no prximo inverno (o livro “Memoirs” estava previsto para ser lanado no fim deste ano, pela Ballantines Book, mas foi adiado), h o planejamento do prximo desfile em fevereiro, em Nova York. E acabamos de fazer um supershow em setembro. Foi o nosso desfile com a maior repercusso at hoje, tivemos 1 bilho de “impressions”(mtrica usada para medir alcance nas redes sociais, baseada na busca do usurio por determinado assunto). Gigi Hadid, Bela Hadid, todas essas supergirls que desfilaram so muito conectadas com as mdias sociais.

Falando em mdias sociais, nos ltimos anos os desfiles da Tommy Hilfiger tm se transformado em superprodues, replica louis vuitton com cenrios grandiosos, como o de setembro passado, inspirado no Caribe. Esse novo posicionamento faz parte de uma estratgia de aumento da repercusso online?

um show: tem que ser empolgante, divertido, nico e temtico, tem que ter tanto significado para a gente quanto para o pblico. E deve ser conectado com a coleo. De seis temporadas para c, os desfiles tm sido muito especiais. Queramos fazer algo altamente visual, por causa das mdias sociais. Se voc pensa no Instagram, no Twitter, no Facebook, Snapchat, tudo visual. E essas visualizaes rodam o mundo inteiro, so passadas para pessoas, que passam para pessoas e para outras pessoas. Essas imagens vo ficando na cabea do pblico, que vem ver as roupas. E se vem ver as roupas, compra mais. Ao invs de apenas anunciar ou usar meios tradicionais de marketing, investimos nas redes sociais, que tm uma penetrao mais psicolgica.

So novos tempos, novas estratgias, novos comportamentos

Voc tem Instagram? Quanto tempo passa por dia no Instagram?

Sim, tenho Instagram. Bom, tambm trabalho com o Instagram por causa do FFW, ento devo gastar umas duas horas.

E totalmente novo, certo? H dois anos voc no fazia isso. Se voc passa duas horas por dia, as pessoas “normais” passam a metade disso, uma hora diria. Elas vm muitas e muitas imagens. Ns queremos fazer parte dessas imagens. Mas se no so imagens especiais, voc passa batido. Voc no para, olha, pensa, comenta.

H menos de um ms, vimos Raf Simons deixar a direo criativa da Dior, alegando que queria algo mais “calmo”. Pouco depois, Alber Elbaz saiu da Lanvin. Antes de Simons, Alexander Wang encerrou contrato com a Balenciaga. Fala se muito no excesso de atribuies s quais os estilistas modernos so submetidos: vrias colees intermedirias alm das principais por ano, viagens, inauguraes de lojas replica louis vuitton bags , eventos. Voc acha que o trabalho do estilista, ou melhor, do diretor criativo, se tornou difcil demais?

Para eles sim (Simons, Elbaz, Wang), possivelmente. Para mim, nos ltimos anos, este o meu prazer. Colocar o mximo de criatividade nisso, porque no fim do dia, ns fazemos uma grande coleo que depois vamos desmembrando. Para mim uma diverso criar essas colees que falam tanto com o consumidor. Mas talvez seja porque a minha prpria marca Fake Louis Vuitton Replica Bags , diferente. Acho que se falarmos com Giorgio Armani, Ralph Lauren, Dolce Miuccia Prada, eles no vo reclamar. Raf, Alber, Alexander Wang estavam trabalhando para empresas, com grandes demandas, e talvez seja por isso. Talvez se eles trabalhassem para eles mesmos isso no acontecesse. Alexander Wang voltou para a sua prpria marca, para focar nela. E mesmo Marc Jacobs, quando trabalhava para a Louis Vuitton, sei que ele queria voltar para a sua grife. Michael Kors quando estava na Cline, tambm. O mesmo ocorreu com Narciso Rodriguez e a Calvin Klein. E quem sabe o que aaa replica designer handbags acontecer com Hedi Slimane na Saint Laurent? Ele pode vir e dizer (e faz um gesto com as mos, tipo: “acabou”). Quando voc tem sua prpria marca, o seu beb. No se deve fazer babysitting de outra criana.

Como lidar com o acmulo de funes e exigncias sendo dono do prprio negcio?

No meu caso, depois de trinta anos, tambm tenho uma equipe incrvel, e essas pessoas so impressionantes e trabalham muito bem como um time. Alguns estilistas socontrol freaks, no conseguem abrir mo, tm que controlar absolutamente tudo, tm que high quality replica handbags china escolher cada boto, cada zper. Fui assim por um bom nmero de anos, mas a decidi: tenho uma equipe to boa, eles sabem o que estou pensando, ento eles podem escolher os zperes e os botes, no preciso estar l a cada fake designer bags segundo. Posso pensar no desfile, na campanha, nas lojas, no mercado, no negcio.

H cinco anos, o grupo PVH (tambm dono da Calvin Klein) comprou a Tommy Hilfiger. O que mudou para voc, desde ento?

No preciso ficar de olho no negcio 24 horas por dia, eles fazem isso por mim. Antes eu tinha que cuidar de tudo: do seguro, do salrio de cada funcionrio, impostos. Pense em tudo isso: agora no preciso mais pensar em nada. Mas o meu nome ali high quality replica handbags china , no estou simplesmente trabalhando para uma empresa, ento quero proteger, cuidar, alimentar. Todo dia para mim ainda empolgante.

Voc j disse que no escolhe os zperes. Como a sua relao com a criao da coleo, em especial a do desfile?

Vejo o conceito inicial e dou 1:1 replica handbags a direo. Eles me trazem croquis, tecidos,samples, correes e isso.

Durante essas trs dcadas de existncia, a Tommy Hilfiger fez parcerias e/ou foi usada por diversos artistas do meio musical, de Mick Jagger a Beyonc, passando por Lenny Kravitz e Snoopy Doggy Dogg. A msica uma das suas paixes declaradas, voc tem uma relao pessoal com Mick Jagger (que usou Tommy Hilfiger no incio da grife). Alm disso, anos 70 frequentava a cena da noite e da arte, no Studio 54 e na Factory de Andy Warhol. Como voc acha que esses artistas o influenciaram?

Andy Warhol foi uma das principais inspiraes para mim, porque elevou a cultura pop a um outro nvel, juntou moda, arte, entretenimento, o mundo da celebridade, da maneira dele. Ao mesmo tempo sou superobcecado por msica, sempre tive essa influncia. Antes de ter dinheiro para anunciar, pensei: se eu vestir os msicos, os fs deles viro. Quando olho para os Rolling Stones, eles tambm me inspiram de uma outra maneira: esto no business h 50 anos, tenho 30 de marca, talvez consiga chegar aos 50 ou at mais. E olho para outras pessoas como Karl Lagerfeld, Armani, que esto no mercado h tanto tempo. Se eles ainda esto fazendo, ento vamos fazer tambm!

Voc comprou a marca Karl Lagerfeld (que agora tambm pertence ao grupo PVH) em 2004. Como isso aconteceu, e quais eram seus planos para ela?

Conheci Karl, resolvi comprar a grife dele e comeamos um plano de construo e expanso de marca. Agora com a compra pela PVH, a grife entrou para o portflio do grupo.

Recentemente houve uma polmica em torno da crise de Marc Jacobs com a prpria marca, desde que saiu da Louis Vuitton, e o questionamento sobre se ele ainda seria o grande estilista da nova gerao da moda nos Estados Unidos. Qual a sua anlise sobre a moda norte americana hoje?

Acho a moda americana hoje muito forte. mais comercial do que a europeia, mas muito poderosa. Se voc pensar em Michael Kors, Marc Jacobs, Tory Burch, Tommy Hilfiger, Calvin Klein, Ralph Lauren, Donna Karan, so todas megamarcas. Algumas mais maduras, outras menos maduras, mas a voc tambm tem os novos estilistas como Alexander Wang, Jason Wu, Derek Lam, Philip Lim, Prabal Gurung. A comunidade de moda americana muito slida.

E como voc avalia a performance desses novos designers americanos em termos de design de moda e de postura de mercado?

Quem fizer o melhor em termos de moda, design, marketing e posicionamento o que estar na liderana. Quem deixar de focar em algum desses itens, ficar para trs. Voc precisa de todos esses mecanismos funcionando ao mesmo tempo.

Hoje o mercado europeu representa uma boa fatia do seu negcio. Como voc quebrou essa barreira com um estilo to americano, o preppy?

Preppy um monte de coisas. Preppy pode ser rock pode ser esporte, pode ser chique, pode sermotocicletas. Preppy a essncia, mas d para faz lo de vrias maneiras. Preppy s minha espinha dorsal, e eu o mudo conforme o que relevante hoje na moda.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

Create your website with WordPress.com
Get started
%d bloggers like this: